O Colégio Americano de Medicina do Esporte (ACSM) divulga anualmente o resultado de sua pesquisa sobre quais serão as tendências do fitness para o ano seguinte.

A pesquisa foi feita com mais de 3.000 profissionais da saúde e do fitness que utilizaram a escala de 1 (menos provável) a 10 (muito provável) o que pode ser tendência.

A lista é divulgada com as 20 principais tendências.

Deixo aqui as 10 primeiras tendências com comentários e a lista das demais.

#1 – Tecnologia Utilizável

No topo da lista pelo 2º ano consecutivo e pela 4ª vez em cinco anos, está aqui a prova de que a tecnologia está e continuará cada vez mais presente e vinculada a prática de atividades físicas.

#2 – Treinamento Intervalado de Alta Intensidade (HIIT)

O HIIT pula para a 2ª posição em 2020 e mostra que continua com força total! Por ser uma atividade de curta duração, tem relação direta com o bem mais precioso e escasso nos dias atuais: TEMPO!

#3 – Treinamento em Grupo

Caindo uma posição, mas ainda entre os TOP 3, as atividades coletivas se mantêm como forte tendência e mostra que treinar acompanhado ainda é muito satisfatório!

#4 – Treinamento com pesos livres

Antes classificado como Treinamento de Força (que ocupou a 5ª posição em 2018 e não figurou nas 10 primeiras posições de 2019), o Treinamento com pesos livres envolve treinos com kettbells, halteres, medicine balls, etc.

Essa nova categoria também mostra a tendência da prática de exercícios sem a utilização de maquinários convencionais.

#5 – Treinamento Personalizado

Saltando 3 posições, o treinamento personalizado está entre as 10 posições desde a primeira edição da pesquisa, em 2006.

Além de motivador, o treinamento personalizado tem a proposta de potencializar os resultados através do acompanhamento mais próximo do praticante, corrigindo rotas para alcançar os objetivos de forma assertiva.

#6 – Exercício é Medicina

Outra categoria que ganha posições e sai da 10ª em 2019 para a 6ª em 2020!

O Exercise is Medicine® (EIM) é uma iniciativa global de saúde focada em incentivar médicos e outros profissionais da saúde a incluir a avaliação de condicionamento físico e encaminhar seus pacientes para profissionais de Educação Física.

#7 – Calistenia (Treinamento com Peso Corporal)

Os programas de treinamento com peso corporal tratam do uso do próprio peso como modalidade de treinamento, através de uma combinação de resistência variável e movimentos neuromotores através de múltiplos planos. Como o treinamento com peso corporal exige pouco ou nenhum equipamento, é uma maneira barata e funcional de se exercitar de forma eficaz.

#8 – Programas de fitness para idosos

Na 4ª posição em 2019, os programas voltados a terceira idade caem para 8ª, mas se mantém entre as dez primeiras posições desde 2018! Esta é uma tendência que enfatiza e atende às necessidades de adequação das gerações mais velhas. Esses indivíduos em geral têm mais dinheiro que os jovens, e os clubes de ginástica podem aproveitar esse mercado em crescimento. As pessoas estão vivendo mais, trabalhando por mais tempo e permanecendo saudáveis e ativas por muito mais tempo.

#9 – Coaching em Saúde / Bem-Estar

Mais do que pensar somente em resultados a curto prazo, o coaching de Saúde / Bem-Estar pensa na mudança de comportamento do indivíduo, focando nos valores, necessidades, visão e objetivos de curto e longo prazo do cliente.

#10 – Contratação de profissionais certificados

Ter conhecimento prático e teórico é essencial em qualquer segmento, e no fitness não é diferente. A certificação valoriza o profissional e o mantém competitivo no mercado, pois garante uma base de conhecimento essencial para a execução do trabalho.

Confira agora a lista das outras 10 posições:

#11 – Exercício para perda de peso

#12 – Treinamento funcional

#13 – Atividades ao ar livre

#14 – Ioga

#15 – Licenciamento para profissionais de fitness

#16 – Medicina do estilo de vida (estreando pela 1ª vez)

#17 – Treinamento em circuito

#18 – Programas de promoção da saúde e bem-estar no local de trabalho

#19 – Medições de resultados

#20 – Crianças e exercício

 

Fonte: